In: https://www.publico.pt/2020/11/10/economia/noticia/mobiliario-design-portugues-mostramse-dubai-conquista-asia-ocidental-1938454

Arrancou no domingo, dia 8, a Dubai Design Week, um dos maiores certames internacionais de mobiliário e design. “O Melhor de Portugal” está presente pela mão da Associative Design, marca-chapéu criada pela AIMMP. Os empresários portugueses olham para aquela cidade como “estratégica e altamente competitiva”, e uma porta para os mercados de Médio Oriente, Ásia e África.

Arrancou este domingo, dia 8, no Dubai um dos maiores certames internacionais na área do mobiliário e do design – a Dubai Design Week. Aproveitando o calendário do evento, a Associative Design apresenta “O Melhor de Portugal” no Design District, uma área-âncora no Dubai dedicada à promoção e comercialização de projectos e produtos de design, considerado o principal hub de comercialização da Ásia Ocidental.

“Queremos estar onde os outros não estão”, revela ao PÚBLICO Vítor Poças, presidente da Associação das Indústrias da Madeira e do Mobiliário de Portugal (AIMMP), entidade que criou em 2016 a “marca-chapéu” Associative Design. Tem como missão “promover marcas [de mobiliário e design] e produtos portugueses a nível mundial”.

“Esta é uma marca que projecta as nossas empresas, os nossos produtos e as nossas marcas, os quais têm conseguido um lugar de relevo nos mercados internacionais”, refere o empresário, notando que o sector “cresceu mil milhões de euros nas exportações nos últimos oito anos”. “É um case-study em Portugal”, destacou Vítor Poças em recente entrevista ao PÚBLICO.

Entre os destinos internacionais de eleição das exportações de mobiliário e design português está o Dubai. E, por arrasto, toda a região da Ásia ocidental. Vítor Poças nem hesita: “É de muito interesse para as empresas portuguesas participarem nesta acção, porque é um mercado onde os nossos empresários têm vindo a ter sucesso e a aumentar as exportações”.

“É no risco que se ganha dinheiro”

Os constrangimentos provocados pela pandemia da covid-19 não os travam. “Temos de arriscar, porque é no risco que se ganha dinheiro: temos de ir onde os outros não vão, estar onde os outros não estão”, sublinha o empresário, notando que toda a região do Golfo Pérsico e do Golfo de Omã “é fundamental” para o estabelecimento de “contactos com potenciais clientes” nesta geografia. Acredita, por isso, que a presença portuguesa na Dubai Design Week e a mostra “O Melhor de Portugal” no Design District vão ser “um sucesso”.

Os Emirados Árabes Unidos, uma federação de sete estados, posicionam-se no 25º lugar do ranking Global Competitiveness Report 2019, do Fórum Económico Mundial, reflectindo a competitividade do país e a elevada qualidade das suas infra-estruturas. Tudo isso contribui para um “grande poder de compra” dos seus habitantes e dos visitantes do país, nomeadamente os que se dirigem ao Dubai.

Note-se que, no seu documento estratégico Dubai’s Tourism Vision for 2020, o emirado fixou como objectivo principal atrair 20 milhões de visitantes anuais em 2020. E nem o adiamento da Expo 2020 Dubai para Outubro de 2021/Março de 2022 fez as autoridades locais reverem essa meta.

Em resultado do esforço de diversificação da economia, a actividade económica do Dubai está centrada no sector dos serviços (comércio, finanças, turismo e logística), constituindo uma plataforma de negócios regional e a principal porta de entrada do comércio do Golfo e do Médio Oriente.

A melhor plataforma”

Esta participação da AIMMP na Dubai Design Week insere-se no âmbito do programa Operacional da Competitividade e Internacionalização (Compete), Projecto Inter Wood & Furniture. Este é um certame internacional que, em paralelo com a Dowtown Design, se realiza em Novembro de cada ano. É reconhecido, segundo refere a AIMMP, como “a melhor plataforma de promoção e comercialização de design dos Emirados Árabes Unidos”.

Os visitantes do evento podem encontrar propostas de ambientes dinâmicos, onde “o design é a disciplina-chave”. Ali se enquadra a proposta portuguesa do Associative Design, em que “o talento e a criatividade portuguesa será apresentada em modelo Portuguese Concept House, com design e produção 100% portuguesa”.

A missão portuguesa de 2020 ao Dubai prolonga-se até 14 de Novembro. Tem como objectivo conhecer o ambiente de negócios do país, concretizar reuniões individuais de negócios com potenciais parceiros, desenvolver e estabelecer contactos com importadores, distribuidores e clientes finais nos Emirados Árabes Unidos, conhecer os principais operadores do mercado no sector de cada empresa e a concorrência, e visitar os principais pontos de venda, permitindo aferir o potencial de penetração nesse mercado, refere a AIMMP.