“A situação é caótica, ou vai sê-lo dentro de pouco tempo. Temo pelo encerramento de muitas empresas e pelos seus postos de trabalho”, admite o presidente da AIMMP. Para Vítor Poças a intenção do Governo “pode ser boa”, mas fica “muito aquém” do que outros países têm feito, e dá como exemplo o governo espanhol, que anunciou um pacote de medidas inédito, no valor de 200 mil milhões de euros, correspondente a 20% do produto interno bruto (PIB) espanhol. Em Portugal, as medidas já anunciadas equivalem a cerca de 5% do PIB.”

Veja o artigo completo aqui.