DECOREX LONDRES E LONDON DESIGN FAIR 2017

Imagem Decorex

Reportagem TV
http://aimmp.pt/reportagem-rtp-com-a-aimmp-na-decorex-londres/

Desde 2011 que a AIMMP, Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal tem vindo a organizar diversas participações das empresas portuguesas no Reino Unido. Curiosamente as exportações do sector para este mercado cresceram 52% entre 2011 e 2016. Durante estes anos, e tendo em conta a abrangência da sua representação sectorial, a AIMMP, através dos projetos Interwood & furniture e do Associative Design – The best of Portugal, participou nas diversas edições da Decorex Londres, My Design Series, Ecobuild, January Furniture Show e London Design Fair.

Neste ano de 2017, a AIMMP traz consigo e organizou a participação de um conjunto de seis empresas de grande prestigio para participarem em stands individuais na DECOREX, como seja a Alma de Luce, Bud, De Fontes, European Sky, Green Apple, Homes in Heaven, Mapswonders, MBN Group Tailor, The Luxury House, Se7e, XB Chairs & Tables e outras empresas em visitas e missão de negócios.

Imagem London Design Fair

No espaço da Tent London, a Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal (AIMMP) coordenou uma grande mostra ASSOCIATIVE DESIGN – THE BEST OF PORTUGAL para acolher na LONDON DESIGN FAIR marcas como a Alma de Luce, &Blanc, Bateye, Christophe de Sousa, Daao Concepts, Dam, De Fontes Furniture, Dome, Fertini, Gencork, Like Cork, Stabörd, TemaHome, That Place, Upa Kids, Wewood.

Com a presença do Secretário de Estado da Internacionalização, Prof. Eurico Brilhante Dias, dos representantes da AICEP e da Embaixada de Portugal em Londres, as empresas estão a ser visitadas pela comitiva Portuguesa para lhes darem o impulso a manifestarem a disponibilidade de apoio para continuarem a crescer e aumentarem as exportações para este mercado. O Reino Unido é o terceiro maior importador mundial de mobiliário e o 17º exportador, ou seja, é extremamente deficitário na sua produção. Liderado pela China que representa 40% das importações de mobiliário para o Reino Unido, abaixo de média europeia que anda na casa dos 51%, Itália com 11%, Alemanha com 8% e Polónia com 7%, este mercado tem muito espaço para as empresas portuguesas que atualmente representam apenas 0,4% das importações totais de mobiliário. Mesmo assim, Portugal exporta para o Reino Unido, madeira e suas obras e mobiliário e colchoaria, cerca de 240 milhões de euros em 2016 e apenas importou 170 milhões de euros, portanto altamente superavitário para Portugal, com destaque para o mobiliário para a casa e os assentos. O Reino Unido é o terceiro maior destino das exportações Portuguesas de madeira e mobiliário, depois da França e da Espanha que ocupam as primeiras posições.

Na feira Decorex Internacional, dedicada à decoração de interiores, que celebra este ano o 40º aniversário, participam mais de 400 marcas conhecidas e emergentes de produtos como mobiliário, iluminação e outros acessórios de decoração, têxteis, papel de parede, azulejos e elementos arquitectónicos, constituindo-se atualmente como uma das principais feiras de referência para os prescritores do sector, com uma participação de 19 empresas Portuguesas apoiadas pelos projetos geridos pelo COMPETE e AICEP.

No geral, as exportações do setor das indústrias de madeira e Mobiliário atingiram os 2,4 mil milhões de euros de exportações em 2016 com um saldo da balança comercial na casa dos 900 milhões de euros.