As exportações do setor português da madeira e mobiliário atingiram, no ano passado, os 2,6 mil milhões de euros, um crescimento de 4,3%, e as importações aumentaram 5,7%, para 1,9 mil milhões, revelou a Associação das Indústrias de Madeira e Mobiliário de Portugal (AIMMP).

“Em 2015, tínhamos uma balança comercial com um superavit de 900 milhões, mas até 2019 perdemos quase 300 milhões”, realça Vítor Poças, presidente da AIMMP. Ainda assim, o saldo é positivo em mais de 600 milhões.

O setor da madeira e mobiliário tem um volume de negócios global que ultrapassa os 3,7 mil milhões de euros, com a exportação a valer 2,6 mil milhões. Segundo Vítor Poças, a crise que assolou o país obrigou “as empresas a pegarem nas malinhas e a ir trabalhar outros mercados”. A grande maioria das exportações tem por destino os países da União Europeia, com Espanha, França e Reino Unido a liderarem as compras de artigos de madeira e mobiliário português.

+ em

https://www.dinheirovivo.pt/economia/superavit-cai-quase-300-milhoes-em-quatro-anos/